Promoção RC - Sony Music - Roger Waters

24 de Agosto 2017
RSS
Edição:
#194
Mês:
MAR
Ano:
2015
DESTAQUES SEÇÕES
Blind Guardian
Anaal Nathrakh
Audrey Horne
Ministry
Cruachan
Discos Esquecidos dos Anos 90 ...
Discos Esquecidos dos Anos 90 ...
Discos Esquecidos dos Anos 90 ...
Crobot
Misery Index Claudio Vicentin
Carro Bomba
U.D.O.
Nervochaos
Worst
Editorial
Cenário
Roadie Mail / Top 3 / Memória
Backspage/Brotherhood/Stay Heavy Report
Blind Ear – Joakim Brodén (Sabaton)
Hidden Tracks – White Spirit
Eternal Idols – Lou Reed
Releases CDs/DVDs/Blu-ray
Garage Demos
ClassiCover – / Lado B+
Play List – Genocídio
Live Evil – Mr Big/Winger – Arch Enemy
Classicrew
Collection – Therion
Background – Queensrÿche – parte 6
Profile – Marcus Jidell (Avatarium)
Poster - Doro
Blind Guardian
Por Guilherme Spiazzi

“Um homem criativo é motivado pelo desejo de alcance, não pelo desejo de superar outros.” Quando a filósofa Ayn Rand proferiu essa famosa frase certamente não imaginava que uma banda alemã de Metal faria valer cada uma de suas palavras. Em Beyond The Red Mirror, décimo disco da carreira do Blind Guardian, o grupo mergulhou numa história épica que se inicia no ponto em que Imaginations From The Other Side parou, há vinte anos. Nessas quase três décadas lançando álbuns, os alemães souberam criar um padrão sonoro e seguiram agregando cada vez mais elementos a seu som. Das influências do Folk às grandes orquestrações, o único objetivo, segundo o guitarrista Marcus Siepen, é fazer exatamente o que a música pede. Para completar a obra, o vocalista Hansi Kürsch mergulhou em letras elaboradas que forjam uma verdadeira viagem. Em entrevista para a ROADIE CREW, Kürsch e Siepen nos colocaram a par do novo álbum e das peculiaridades do Blind Guardian. Enquanto isso, no lobby do luxuoso hotel Breidenbacher Hof, em Düsseldorf (ALE), o pessoal da gravadora tentava convencer os jornalistas que esperavam para falar com a banda a não tocar nesses assuntos delicados - afinal, eles diziam respeito a um dos seus amigos mais próximos e um dos colaboradores mais tradicionais da banda. Naturalmente, toda a simpatia dos assessores da banda não foi suficiente para que o assunto não viesse à tona. E Angus Young, como de hábito, não fugiu das perguntas, assim como foi direto e completamente sincero em relação ao pior ano que a banda viveu desde a morte de Bon Scott, em 1980. “Malcolm sempre disse pra gente seguir em frente”, disse o guitarrista. “E essa sempre foi nossa postura. Desde que criamos a banda.”

Roadie Crew copyrights © 2011 - All Rights Reserved - Todos os Direitos Reservados - Melhor visualizado em 1024x768